Coleção

A coleção geral da BCE é composta pelos seguintes acervos: coleções de obras de referência, obras raras e especiais, livros, folhetos, publicações periódicas e seriadas, jornais, teses, publicações oficiais, mapas, manuscritos, CD-ROM, Fitas de vídeo, DVD, partituras, microfichas, diapositivos, diafilmes, disquetes, etc.


Sistemática de organização da coleção

a) Representação Temática

É utilizada a 18ª, 19ª, 20ª, 21ª e 22ª Edição do Dewey Decimal Classification.

b) Representação do Autor

Tabela Cutter para o acervo geral e para o acervo de periódicos-controle próprio com as iniciais do título.

c) Representação Descritiva

A descrição bibliográfica é de acordo com as normas do Código de Catalogação Anglo Americano-AACR ISBD(M) - 2ª edição, Normas de Transcrição do Catálogo Coletivo Nacional (CCN), Normas para Catalogação de Publicações Seriadas nas Bibliotecas Universitárias do Grupo de Bibliotecários Biomédicos da Associação Paulista de Bibliotecários e outras fontes de referências na área.

d) Vocabulário Controlado

Lista Geral de Cabeçalhos de Assunto padronizada pelo Sistema de Bibliotecas/UEM, Subject Headings, Thesaurus Spines, Thesaurus da CESP, Thesaurus BRASED, Tesauro para Estudos de Gênero e sobre Mulheres, INTERVOC e dicionários técnicos.

e) Controle do Acervo

Publicações periódicas e seriadas

A coleção de publicações periódicas e seriadas é padronizada segundo critérios internacionais, para facilitar o intercâmbio da rede CCN (Catálogo Coletivo Nacional).

O controle é feito através do software Virtua da VTLS.

Livros e outros materiais

O controle de livros e outros materiais é feito através do Software Virtua da VTLS e do Sofware Micro-Isis (base de materiais desaparecidos).

f) Formas de Recuperação do Acervo

Catálogo on-line.

g) Armazenagem no Acervo

Por ordem de número de chamada da obra, formada pela classificação de assunto seguido da classificação do autor e iniciais do título.


h) Sistemática de atualização do acervo

A atualização é feita mediante aquisição de materiais bibliográficos de multimeios e eletrônicos, com recursos oriundos do Governo Estadual e Federal,receita interna geradas através da arrecadação de multa por atraso na devolução de livros, recursos provenientes de prestação de serviços pela universidade e vestibulares. Todos os projetos de cursos, assessorias, prestação de serviços, produção de material e convênios que geram receita, é retida uma taxa de 5% do custo total do Projeto para a universidade. Essa receita é administrada pelo Conselho de Administração, o qual deliberou que dos 5% repassados à Instituição, 25% deve ser destinado à melhoria do ensino com a ampliação e atualização da coleção da Biblioteca Central.

A coleção também é atualizada e complementada com doações recebidas da comunidade, editoras e outras instituições com as quais mantemos intercâmbio com novas publicações.

Os critérios para a aquisição, principalmente de livros e periódicos, tanto para ampliação como para atualização do acervo são estabelecidos pela Comissão de Biblioteca. A Comissão de Biblioteca é instrumento consultivo permanente, tendo, por finalidade, servir como elemento de ligação entre a Biblioteca Central e a comunidade universitária e assessorar o diretor nos assuntos referentes às questões administrativas, técnicas e financeiras.